#34 – Coringa – Brian Azzarello

Oi!
Em primeiro lugar, quero agradecer os comentários compreensivos e carinhosos que recebi no meu último post! Obrigada por terem me entendido e por visitarem o Batman Guide!

Para comemorar o retorno das minhas postagens, hoje eu trouxe para vocês uma HQ que você NÃO PODE deixar de ler. Sério. Ela foi lançada em 2008, mas continua sendo referência quando falamos em histórias mais realistas do Batman. Os traços dessa HQ são adultos, bem desenhados, e o roteiro é superdenso. É uma daquelas obras para se ler avidamente.
Talvez você já tenha ouvido falar dela, ou mesmo tenha lido, mas em todo caso, hoje vamos falar de “Coringa”, de Brian Azzarello (Joker, roteiro de Brian Azzarello e arte de Lee Bermejo, dezembro de 2008).

Você se lembra da outra HQ de Brian Azzarello que eu postei aqui, “Cidade Castigada”? (Caso não lembre, sempre é tempo de dar uma olhadinha!) Então você sabe que estamos falando do renomado autor da série “100 balas” (que você encontra no excelente site de scans Coringa-Files). Antes mesmo de saber o roteiro, dá pra sentir que vem coisa boa nesse material, não é? Mas vamos conhecer um pouco mais.
De alguma maneira sórdida, Coringa foi solto do Asilo Arkham depois de uma suposta “regeneração”. Na saída da prisão para criminosos que necessitam de tratamento psiquiátrico, está à sua espera Jonny Frost, que leva Coringa para um passeio em Gotham. (Aliás, toda a HQ se passa pelos olhos atentos de Jonny Frost, um capacho que nutre admiração profunda pelo vilão). Mas Coringa não tem mais nada, além do seu nome. Ele não tem mais dinheiro, não tem mais capangas, não tem mais poder – toda sua influência foi ultrapassada pelas diversas facções que disputam o poder no submundo de Gotham City.
Mas ele continua sendo Coringa, e nunca aceitaria tal humilhação, não é mesmo? Ele precisa recuperar seu poder. E é essa a narrativa central da HQ.

Entretanto, essa busca de influência não é pacífica – ela envolve sangue e brutalidade, com um nível de insanidade que só seria possível ao Coringa. Aliado ao Crocodilo – que aqui é mostrado muito mais como um gângster truculento do que como um réptil, e não obstante, acaba por obter a ajuda forçada de Pinguim e de Duas-Caras. “Por que eles o ajudam?”, você pode pensar. Por medo das armas? Por medo de apanhar do Coringa? Não. Por medo de sua insanidade, algo tão grande e tão terrível que pode aterrorizar mais que um rifle apontado para seu peito. Todos percebem que, durante todo este tempo em que esteve submetido à tal reabilitação só serviu para torná-lo ainda mais psicótico.
Talvez você não saiba o que vai encontrar nessa HQ, então vou te contar um trechinho do primeiro acontecimento após a chegada de Coringa na cidade: ele dá uma festa. Na festa, está o homem que deixara no comando ao ser internado no Asilo Arkham, e que deveria tomar conta de seus negócios. Obviamente, ele não fizera um bom trabalho. E como ele é punido? Simples. Coringa arranca sua pele do corpo todo, deixando apenas o rosto. Para quem quiser ver a imagem, é só clicar aqui, mas adianto que é um pouco forte.

Sabemos que o elemento engraçado é importante para o personagem, mas de certa forma Coringa não está muito engraçado nessa história. Claro que ele nunca poderia deixar de fazer suas piadas e suas ironias. Mas ele mal pode esconder o ódio que o cega nesse momento de retomada de “posse” em Gotham City. Ele está mais sério, mais reflexivo. E, portanto, ainda mais perigoso. Capaz de esquecer qualquer vestígio de escrúpulo para retirar qualquer um que seja um obstáculo para ele.

“Coringa” é um mergulho psicológico na mente de um vilão JÁ doente, a quem acrescentamos uma generosa dose de raiva e de busca por vingança. Ele, que era o rei do submundo, nunca aceitaria perder seu posto. E vai tentar recuperar seu trono com seus métodos loucos e inconsequentes. Não, ele não está curado. Essa é a opinião certeira de Batman, que, aliás, é mero coadjuvante nessa HQ. Ela se foca totalmente no caráter sociopata e perigoso de Coringa, muito mais maquiavélico do que jamais vimos. É possível perceber isso até na arte da capa – observe a maldade doentia exposta no sorriso do Coringa, no começo desse post.
Uma coisa que achei interessante dessa HQ é que eles conseguiram dar um tom muito sombrio e muito adulto a TODOS os personagens, inclusive à Arlequina. Eu já havia dito, nos comentários da postagem que fiz sobre ela, que sentia falta de uma abordagem mais adulta dela. Bem… Nessa HQ temos uma abordagem BEM adulta. Há a insinuação de que ela fez um strip-tease em público na festa do Coringa.

Ah, e mais um detalhe importante: Quem gostou dos filmes da trilogia de Christopher Nolan tem grandes chances de gostar dessa HQ, já que a construção do Coringa se dá mais ou menos parecida como acontece no filme. (Basta perceber que essa HQ foi publicada em dezembro de 2008 no cinema, e o filme “O Cavaleiro das Trevas” de Nolan foi lançado em julho do mesmo ano).

Ufa, falei bastante, mas eu precisava passar para vocês toda a complexidade dessa obra. Para mim, ela é comparável a outros “dinossauros” das HQs de Batman, tais como Cavaleiro das Trevas, Piada Mortal, Asilo Arkham, O Longo dia das Bruxas, Guerra ao Crime.

O Coringa pode ser, muitas vezes, representado como um palhaço bobo e colorido obcecado por Batman. Mas aqui… Ele é bem mais que isso. É um doente assassino e perigoso. Se você nunca sentiu medo do Coringa, nessa HQ você vai sentir.

Então, boa leitura para vocês!

Download no MEGA – Coringa (Brian Azzarello)

UPDATE
O arquivo estava com as páginas fora de ordem, mas o problema já foi corrigido! 
_
Anúncios

    • Popooo querida, que bom te ver aqui no Batman Guide! ♥

      É verdade, moça. Alguns autores tornam o Coringa mais caricato, mais engraçado, mas outros conseguem captar essa essência maldosa e desumana dele. Essa HQ é um exemplo disso.

      Quero te ver mais vezes por aqui, lindona! Beijos e eu que te agradeço pela visita!

    • Neste caso, a verdadeira face é a de cômico meio doido, essa face mostrada ai já é visando a trilogia nova, ou seja, “adaptação”. Com isso não estou dizendo que ele não ficou bom na história, ficou excelente, mas isso se trata apenas de “uma versão”, não “dele” em si.

  1. Com certeza, é uma das HQs que mais vou gostar!

    Gostaria que fizessem isso com o Bane também… que ele aparecesse nas histórias mais como um estrategista psicopata e menos como um brutamontes sem cérebro.

    Excelente trabalho no blog, Jeh. Amo você.

    • Acho que você vai gostar sim, ela é bem violenta. Quem lê uma HQ como essa não consegue mais dizer que histórias em quadrinho são infantis.

      Você tem razão nessa reclamação em relação ao Bane. No filme do Joel Schumacher ele é retratado como um capanga descerebrado, no jogo Arkham Asylum ele é incapaz de desviar sua trajetória ao correr, enfim… Mas juro que vou procurar com cuidado alguma HQ em que o Bane seja retratado de forma mais adulta – se bem que na Vingança de Bane II ele está bem amadurecido.

      Obrigada pela força e pela paciência, querido. Também amo você. 😀

    • Oi Ricardo!

      Obrigada por avisar o problema com o download!

      Poxa, que estranho, aqui no meu visualizador as páginas abriram certinho. Mas provavelmente deve ter sido algum problema com a forma com a qual as páginas estavam numeradas, talvez isso tenha confundido um pouco o programa.

      Mas já corrigi o problema e upei o arquivo novamente. Por favor, teste de novo e veja se está tudo ok.

      Peço desculpas pela confusão 😦

      • Normal, quando eu tinha um blog de scans eu tb vivia tendo problemas com isso… sse você salva a página como ‘1’ ele vai colocá-la antes da página ’10’, então você tem que salvar como ‘001’, ‘2’ como ‘002’, e assim vai… Sorte que existe alguns programas que renomeiam os arquivos automaticamnte, senão seria impossivel renomear 99 pgs.

        o Blog está cada dia melhor, obrigado!

  2. OLÁ JESS TUDO BEM?

    GOSTARIA POR FAVOR QUE VC V ERIFICASSE ESTE DOWLOAD POIS FUI BAIXAR E O MESMO DIZ QUE PRECISA DE AUTORIZAÇÃO E N SAI DISSO POR FAVOR ME RESPONDE OK

    • Augusto aqui. Amigo, eu testei neste exato momento o link do mediafire para download e está funcionando normalmente. É só digitar o captcha e dar enter, ou então digitar o captcha e clicar em “authorize” logo abaixo, um botão laranja, você será direcionado para a página com o botão verde de download.

      Qualquer coisa entra em contato de novo, pois essa história vale muito a pena. Até.

    • O Coringa dos Novos 52 é muito sádico. Ainda não comecei a ler Morte em Família, estou até com medo do que ele vai aprontar.

      Obrigada pelo seu comentário, Bruno! Espero que esteja conosco quando começarmos a falar sobre Os Novos 52!

      Um beijo!

  3. Eu estava escutando aki o Somewhere In Time do Iron Maiden, quando me deparei por um acaso com esse post, assim q eu terminei de ler, começou a tocar a 3ª faixa do disco “Sea Of Madness” Juro que isso não foi proposital kkkk
    eu não podia deixar de compartilhar isso com vcs
    pra quem não conhece a música, aki vai um trecho da música traduzida:

    “Lá fora nas ruas alguém está chorando
    Lá fora na noite o fogo queima
    Talvez hoje à noite alguém esteja chorando
    Atingido o ponto sem retorno

    Meus olhos vêem, mas eu não posso acreditar
    Meu coração está pesado quando viro as costas e parto”

    apenas uma palavra pra isso SINISTRO kkkkk

  4. Pingback: Sorteio de Aniversário #3 – Caneca do Coringa e HQ “Coringa” do Brian Azzarello! | Batman Guide

  5. Pingback: Mustefaga Indica: “Coringa” do Brian Azzarello! | Batman Guide

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s