#39 – Batman/Caçadora: Legado de Sangue

Ufa!
Consegui um tempo para vir escrever aqui. Fim de semestre na faculdade é sempre a mesma coisa, o mesmo desespero para terminar os trabalhos, não importa se você está no primeiro ou no terceiro ano. Odeio ficar ser tempo para escrever para o blog. Mas em parte isso é minha culpa, porque simplesmente não consigo levar quinze, trinta minutos apenas para escrever. Gosto de escrever os textos com atenção, pesquisar bastante, achar as melhores imagens e as melhores scans para o Batman Guide. Mas sorte que daqui a duas semanas acabam minhas aulas e também começam minhas férias, daí poderei postar com a regularidade que eu costumo aqui no blog e também fazer os especiais temáticos que venho planejando – e também sortear algumas coisinhas para vocês 🙂

Hoje falaremos da Caçadora, e de sua história. A primeira vez que li essa minissérie fiquei realmente impressionada, ela é muito bem escrita e deixa transparecer toda a intensidade dessa personagem. É uma história de vingança, de justiça… É uma história escrita com sangue.

A HQ de hoje é “Batman/Caçadora: Legado de Sangue” (Batman/Huntress: Cry for Blood, roteiro de Greg Rucka e arte de Rick Burchett, 2000)!

Durante toda a história o que mais me chamou atenção foram os complexos conflitos internos da personagem Helena Bertinelli. Ela conta sua história de luta e vingança, de como lidou com a morte quando ainda não tinha idade para compreender que os responsáveis por sua tragédia estavam mais próximos do que ela imaginava. Sua busca por justiça fez com que muitas vezes ela ultrapassasse as linhas do bom-senso e incorresse na vingança. Ela tem seus próprios motivos para desejar tanto assim se vingar.

Ela nasceu numa das mais poderosas famílias da máfia italiana. Mas essa família tinha sérios problemas internos, de relacionamento, e como vingança sua família foi assassinada na sua frente, durante um jantar. Ela foi a única poupada, e foi enviada aos Estados Unidos para ser criada pelo que lhe restara da família. Lá recebeu treinamento de seu primo Sal para responder ao “chamado do sangue.” E volta para Gotham para cumprir a promessa de exterminar aqueles que foram responsáveis pelo assassinato brutal da sua família. Para ganhar a vida, é uma pacata professora. Mas para cumprir a promessa que fizera, se torna a Caçadora.
E é justamente o fato de ela ter motivos para se vingar que acaba recaindo sobre ela a culpa de um misterioso assassinato, que é o ponto inicial da nossa HQ. Dois mafiosos aparecem mortos em Gotham. E com um “simples” agravante: foram mortos com uma flecha igual à que Caçadora usa.

Uma matéria totalmente incoerente sobre Caçadora é publicada no jornal, e ela decide ir tirar satisfações com a jornalista. E a encontra morta, o corpo ainda quente trespassado com, novamente, duas flechas iguais às que usa. Alguém estava tramando para ela.

Para Batman e Dick Grayson ela diz ser inocente, mas diante de tão fortes evidências fica quase impossível acreditar que ela não esteja envolvida no caso. E acaba disparando uma flechada acidental em Batman, perdendo a sua confiança e a de Asa Noturna. Ela está sozinha. O iniciante Tim Drake desconfia que ela não tenha culpa, mas não pode fazer muita coisa na reclusão da Batcaverna. O único que parece acreditar nela é o misterioso Questão, um homem sem rosto que cruza seu caminho e para quem ela acaba contando toda a história da sua vida.

Ele é Vic Sage, que a leva para ser treinada pelo Sensei Richard Dragon. Mas é um treinamento diferente. Ela não aprenderá a manejar uma besta, afinal ela já é perita nisso. Com ele, ela vai aprender a se compreender melhor, e a superar seus próprios medos, e não sufocá-los numa cortina de fúria que não a levava a nada. E assim ocorre uma transformação interior nela. Ela está pronta para voltar a Gotham.

Sua relação com Batman começa quando o vê em ação pela primeira vez, aos dezesseis anos. Ela admira a forma como ele aterroriza os criminosos de sua família, em como apenas a sua simples menção deixa aqueles homens corruptos temerosos por suas vidas. A coragem de Batman é o que deu a Helena a coragem para enfrentar seus medos.

Greg Rucka é um dos meus autores de HQ preferidos. Ele conseguiu tirar o estereótipo que Helena tinha antes, afinal ela era representada praticamente como uma histérica que buscava a vingança somente por buscar. Em “Legado de Sangue”, vemos o significado de tudo que ela faz de maneira muito clara, em toda sua inteligência, a razão das atitudes que toma, em suas decisões – ainda que temperamentais. Sua implacável busca por vingança não é descontextualizada; é fruto de um coração feriado e enganado. Assim como Batman.

Das personagens femininas do Batman ela é uma das que mais me identifico.

Não vou contar o final da história, que vai te surpreender. Essa HQ é muito, muito interessante. Pra mim o roteiro é impecável. Para quem se interessa por temas relacionados à Máfia, é um prato cheio. É uma história sobre vingança, sangue e redenção.

Boa leitura!

Download no MEGA – #39 – Batman/Caçadora: Legado de Sangue

Anúncios

  1. “(…) simplesmente não consigo levar quinze, trinta minutos apenas para escrever. Gosto de escrever os textos com atenção (…)”, isso foi uma indireta? [euri

    Não li muita coisa a respeito da Caçadora, o que sei a respeito foi lendo coisas a parte e vendo as aparições dela dentro da história principal do Batman. Ela sem dúvida é uma aliada sem igual no combate ao crime, talvez a mais eficiente entre as mulheres da equipe de Gotham.

    Vale a pena ressaltar que ela foi Batgirl por um período curto porém dos mais confusos de Gotham, que foi o “No Man’s Land”. E foi ela quem “fechou” a boca da máscara do uniforme, não a Cassandra.

    • Claro que não foi uma indireta. Na verdade, eu bem que gostaria de poder escrever como você, assim conseguiria produzir em pequenos horários livres que tenho. Mas a realidade é que, para um texto meu, preciso decidir se ele será bom ou se será feito rápido – os dois não coexistem 😛

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s