#72 – Batman/Lobo: Mortalmente Sério

“- Lobo, você está fora de si. O que quer agora?
– Sexo, drogas, brigas, biritas e periquitas.”

Um post sobre o Lobo. “O que o Lobo tem a ver com Batman?”. Nada. “Porque esse post?”. Porque o Lobo tem esse poder de não precisar de grandes explicações pra aparecer no meio das histórias dos outros.
Isso não foi argumento mal pensado, é sério. O Lobo na DC é igual ao Deadpool na Marvel, os dois são tão loucos e tão aleatórios que eles são usados como carta coringa em qualquer título, de qualquer herói.
Esse texto terá diversas referências a outros heróis, tanto da DC quanto da Marvel, porque pra se entender a “magnitude” do Lobo temos que ter MUITOS pontos de referência. Pra terem noção de como o personagem é especial, ele é o personagem preferido do Stan Lee na DC.
Nesse post contarei a vocês sobre quem é o Lobo, e a história selecionada foi o crossover dele com o Batman, mas desde já lhes indico a ler/comprar/baixar o “Evangelho Segundo Lobo”, vocês ficarão por dentro e terão um excelente resumo de quem é o sujeito. Melhor do que eu escrevendo, claro.

Segurem as pontas que agora não tem mais regras, Lobo chegou ao sítio. Batman/Lobo: Mortalmente Sério (Batman/Lobo: Deadly Serious).

Line

“Ah que legal, o nome dele é Lobo! No original é Wolf?” Não, nada a ver com os belos canis lupus. Eu não sei se ao escolher esse nome o criador sabia que essa palavra tinha um significado em português, mas o significado original é algo como “Aquele que devora sua entranhas e se delicia com isso”. É, 4 letras tem esse significado todo. Igual filme japonês, pra falar um “não” o cara quase canta o hino.
Lobo é um mercenário e caçador de recompensas (isso não é a mesma coisa que mercenário). Ele veio do planeta Czarnia. Não é czar russo nem Narnia, é Czarnia.
Antes de continuar vamos deixar algo claro. A criação do Lobo e praticamente TUDO na história dele, é uma afronta à outras histórias e outros heróis. Lobo é conhecido como “O Maioral” não é a toa, ele foi criado com essa intenção. Tudo dele é melhor que dos demais.

Krypton era um planeta pacífico? Czárnia era TOTALMENTE livre de crimes. Wolverine tem fator de cura? O Lobo é imortal. Wolverine tem olfato apurado e pode seguir trilhas? O olfato do Lobo faz ele seguir de um sistema solar para outro atrás do cheiro de quem ele quer. O Justiceiro caça bandidos no mundo inteiro? O Lobo caça no UNIVERSO inteiro. O Motoqueiro Fantasma tem uma Harley que pega fogo? A harley do Lobo viaja pelo espaço. Eu nem citei tudo em que ele vence os demais, acho que já deu pra entenderem porque ele é “O Maioral”, não é?

Voltando a Czarnia… Lobo nasceu lá, e ainda criança matou todos os habitantes do planeta. Posteriormente descobriu-se que restou uma pessoa… A professora de primário dele, Miss Tribb. Depois ele a executa, mas isso são outros 500.
Lobo vs SupermanLobo tem força suficiente pra lutar contra o Superman, ele vaga pelo espaço lutando contra tudo que é tipo de aliens, monstros, raças, lidando com todo tipo de confusão. Até morrer ele já morreu. “Ué, ele num era imortal?”. Ainda não. A imortalidade do Lobo não é proveniente de mutações genéticas nem super poderes. É uma decisão do outro mundo.
“Ah, então o Lobo é medium?”. Não, senhores. Lobo tem um fator de cura altíssimo, e como ele por si só já tem uma resistência absurdamente grande, as poucas feridas que conseguem abrir nele se fecham numa velocidade que talvez só o Deadpool tenha próximo.
Não sei se vocês sabem, mas apesar do Deadpool ter o fator de cura tirado do Wolverine, o do Deadpool ainda é mais acelerado ainda, pois Wade Wilson (Deadpool) tem câncer, e ó câncer também ganhou fator de cura, então o corpo e o câncer ficam numa eterna luta onde ninguém vence, e como todo organismo, diante da necessidade, há uma evolução, e o fator de cura dele evoluiu pra um nível mais alto ainda.
A única vantagem de resistência do Wolverine contra o Deadpool é o esqueleto de Adamantium, o que impede o Wolverine de ser desmembrado o tempo inteiro como o Deadpool é. A exceção é nos encontros com o Hulk, pois este já cortou o Wolverine em dois usando as mãos. Mas voltando ao Lobo…

Lobo no céuA imortalidade dele é post-mortem. Apesar do fator de cura, da alta resistência e tudo mais… Ele acabou morrendo. Óbvio, ele foi pro inferno. No inferno ele tocou um terror tão grande que os demônios mandaram ele pro céu. No céu ele tocou um terror tão grande que ele foi mandado de volta a vida e foi “proibido” de passar pro “além vida”, ou seja, o além o proibiu de morrer.
Como “morrer” não depende exatamente dele (pois podem matá-lo), o além cuidou para que a alma dele não deixe o lado de cá da vida, e como ele tem o tal fator de cura acelerado… É sempre questão de tempo ele estar inteiro de novo. No mínimo incrível, não?
A imortalidade já o coloca um passo a frente do Superman, mas vamos por partes. As capacidades físicas do Lobo diferem de acordo com o roteirista da história. Antes que me chamem de mentiroso em dizer que ele é tão sinistro isso tem que ficar CLARO. Em algumas histórias, ele chega a ser ferido por balas, em outras ele é igual o Superman e as balas nem machucam. Em algumas ele tem a força um pouco além da de um humano extremamente forte, em outras ele tem a força igual a do Superman, que toma todo cuidado para não rasgar carne e ossos como papel dos humanos quando encosta neles. Claro que a versão adotada pelos fãs é a versão “Superman” do Lobo.

Vamos aos fatos sobre o Lobo:

 Ele pode criar cópias de si mesmo, com o mesmo poder e habilidades a partir de cada gota de seu sangue;
O olfato dele o permite farejar seus alvos mesmo que eles tenham ido pra outro sistema solar;
Usa uma corrente/gancho de titânio;
Anda numa moto Harley espacial;
Tem um chip no cérebro que fica sintonizado 24 horas em uma rádio de metal;
Não envelhece, ele não adoece e não sente nem 1/3 do que costumamos a sentir de dor;
É expert em combates armados e desarmados;
Tem intelecto de nível gênio para destruição, é perito desenvolver explosivos e vírus, ou a união de ambos, armas químicas. E também antídotos para as mesmas.
Sabe falar 17.897 linguagens aliens (número fornecido pelo mesmo);
Extenso conhecimento sobre história, cultura, linguagem e localização de diversas raças de diversos planetas sem auxílio de nenhum tipo de tecnologia;
Fator de cura acelerado;
Super força, super velocidade, super resistência;
É imortal por ter sido proibido de ir pro céu ou inferno após ter destruído ambos durante seu período morto.

Basta? Pra mim ainda não. Vale citar a passagem dele pelo “O Dia mais Claro”, a super saga da DC que teve como origem as histórias do Lanterna Verde. Como vocês talvez saibam, no universo DC, existem os espectros de cores/sentimentos, os guardiões e tal, o espaço é dividido em setores, blablabla… E cada tropa de lanternas tem sua cor.
Lobo apareceu para capturar o general dos Lanternas Vermelhos, Atrocitus. Nessa investida de capturar Atrocitus, Lobo teve de lutar contra o próprio Atrocitus e também contra Hal Jordan (verde), Sinestro (general dos amarelos) e Carol Ferris (Estrela-Safira/rosa). Lobo bateu em retirada, e Hal Jordan que já o conhecia de outros invernos espaciais achou estranho, pois o Lobo não desiste de nada. Depois foi revelado que Atrocitus pagou o Lobo para atacá-los, para assim Atrocitus ajudar os demais a combatê-lo e ganhar a confiança deles. O pagamento? Um anel da tropa vermelha. Lobo é suficientemente forte para ter derrotado todos ali.

1617074-rebels_20_02

Pra finalizar esse pequeno resumo do “Maioral”, cito que ele chegou a fazer parte da Liga da Justiça por um curto tempo. Quando Superman morreu (é, assim como muita gente da DC, o Superman tambem já morreu), Lobo achou que era a única pessoa que tinha condições de substituir o Superman, realmente era, mas ninguém o queria lá. Ele entrou assim mesmo e ainda ajudou a Liga, mas quando Superman voltou Lobo abandonou o barco e disse que se precisassem… Não era pra chamá-lo.

Agora que estão melhores apresentados ao Lobo vamos pra narrativa da história dele com o Batman.

001Quem acompanha meus textos aqui há algum tempo sabe que sou sincero. A arte dessa HQ tá uma bosta, e o roteiro hiper forçado. Culpa dupla de Sam Kieth. Sim, as duas catástrofes vieram da mão da mesma pessoa, este sujeito é roteirista e desenhista da mesma história.
Tudo nessa história acontece rapidamente, tudo em sequências sem grandes pausas. É típico daqueles roteiristas que desenham de qualquer jeito só pra poder ter o roteiro nos quadrinhos. Você verão um Lobo que chega a ser disforme de tão grande que é a musculatura e um Batman ridículo com orelhas do capuz maiores que a própria cabeça. Querem saber no que ele capricha? Mulheres. É típico de um desenhista que pega material do Lobo.
002Não me culpem pela “falta de detalhes” em minha narrativa. Não tem citações à outras sagas ou histórias, não tenho outros desenhistas pra comparar a arte, não tenho bons detalhes para comentar nessa história. Até tenho, como eu disse, as mulheres estão bem desenhadas, mas bem, não vou ficar falando a mesma coisa em todos os parágrafos.
Quem já lê o blog há algum tempo e já leu alguns outros textos meus sabem que eu faço o que posso pra deixar os mínimos detalhes sem evidência, se não estou fazendo isso nesse texto, é por uma boa razão.
003A história começa na mansão Wayne, Batman vestido de morcego no meio da SALA, ouvindo a voz de uma fantasma caolha chamada Astrella, dizendo que ele será teletransportado pra um local a 7.2 anos luz da terra. É, o primeiro quadro é isso. Não tem um preparo, diretíssimo ao ponto.
Uma mulher com jeito de secretária o aguardava do lado de fora de uma nave espacial que está dominada por uma praga, e ela acredita que o Batman poderia ajudar. Eles andam alguns passos para longe dali, e lá está o Lobo sentado. Ao lado do cadáver de uma mulher que até poucos instantes estava viva.
Batman e Lobo começam a trocar porradas tão de estalo quanto o teletransporte do Batman. Esse Kieth não sabe fazer suspense, as coisas simplesmente acontecem de uma hora pra outra. Eles mal trocaram 3 frases e já começaram uma briga.
004Durante os carinhos entre o morcego e o maioral, Astrella avisa que a “praga” na verdade não é uma doença, é uma presença viva que domina a mente/corpo das pessoas.
Só pra não passar em branco, Batman estava levando a melhor na luta. Legal pra nós que somos fãs do morcego, mas errado porque no braço o Batman não ganharia do Lobo de jeito nenhum.
A tal secretária careta que recebeu o Batman virou uma sinistrona violenta, arrumou uma arma e começou a matar aliens aleatoriamente, Lobo tenta parar a mulher, mas aparentemente a “presença viva” também dá super força, pois o grande nem conseguiu mover a tal secretária.


005Lobo dá uma recaída dizendo que não esqueceu das mãos do Batman no pescoço dele, e leva outra mão fechada no meio dos olhos. Como dá pra ver, o Lobo tá um OTÁRIO nessa história.
A medida que os quadros avançam, Batman põe suas habilidades de detetive na mesa e nota que o “vírus” só pega mulheres, e que de de alguma forma ele está conectado com a “coisa verde” que tá corroendo a nave espacial do lado de fora.
Nesse meio tempo descobrimos que o hospedeiro da “presença viva” vai ficando fraca muito rapidamente, como se a possessão desgastasse o corpo do hospedeiro, obrigando-a a trocar de corpo com certa frequência. Abandonando o corpo da secretária, a coisa pulou pro corpo de uma colegial de 14 anos, através de um beijo.
006A colegial roubou a moto do lobo e abriu fogo na galera. O maioral avançou na garota pra matar, e o Batman avançou no Lobo pra impedir. Ela consegue fugir na moto do maioral e os dois ficam lá com cara de otário.
A colegial dá de cara com um monstro grande que faz lembrar o Venom ou coisa assim, o bicho arranca o braço da menina, ela monta na moto de novo e pilota até colidir e explodir a moto do Lobo, uma stripper se aproxima do local, e o esqueleto carbonizado da colegial a beija na boca passando a “presença viva” pra striper, que também rasga as roupas e vira especialista em armas.
Tão entendendo até ai? É, tá simples. O virus pula de mulher pra mulher através de beijos, e o Batman e o Lobo ficam correndo atrás do prejuízo. Só isso. Genial, né?
007A dupla que não é a dinâmica encontra a stripper possuída, depois dão de cara com o monstro que parece o Venom, o Lobo fuzila o bicho… Aí descobrem que eras ó um filhote, a mãe chega e começa a parte complicada, a mente do Batman é levada pra um lugar que ele considera seguro pra um bat-papo com a Astrella, e depois da conversa é mandado de volta pro olho do furacão, onde o Lobo descarrega sua arma na mãe-monstro do tamanho de um prédio. A monstra explode, mas não foi o Lobo, foi a stripper.
008Uma coisa engraçada é o Lobo falando com o Batman. “Morcegoso”, “Orelhudo”. Enfim… Eles acabam indo pra Gotham, eles detêm a mulher, mas o vírus toma o corpo do Lobo. “Mas não pegava só em mulheres?!”. É. Só tenho a dizer uma coisa sobre isso: Caravana pra matar o Kieth.
Gordon entra na história, rolam umas mortes, mais porrada, tentam deter o Lobo mas ele foge… O Maiorial fica perdido pelo deserto do Arizona, e acaba encontrando Las Vegas. Lobo é um caçador de recompensas que viaja sem mapas entre um sistema solar e outro, entre planetas, tem um faro que o leva aonde quiser no espaço… E ficou perdido no Arizona. O lance da caravana tá de pé, só avisando.
O final da história também não é excelente.

012Só pra eu poder dormir hoje: Não gastem seu dinheiro com isso.
Vamos lá… Vocês já me viram diversas vezes aqui apoiando que sempre comprem HQs quando puderem e tal, mas eu sempre sou sincero a dar esse julgamento, eu aconselho a comprar o que eu julgo que vale a pena, e usando dessa mesma sinceridade lhes digo que essa NÃO vale a pena. Só se você for colecionador, ou estiver com dinheiro sobrando, se for parente do Kieth e coisas do tipo (se for parente do Kieth é melhor nem comentar no post).
Eu tenho aqui, saiu na Batman Extra #15, pela Panini. Comprei porque eu queria ter todas Batman Extra. Eu só abri 2x na vida, uma pra ver se não veio com defeito, e outra pra escrever esse post.

011

Na primeira eu quis matar o Kieth, na segunda eu senti algo que nem nome tem, pois o final da história (digo as últimas páginas), o sujeito simplesmente começou a desenhar pior do que já estava antes. É VISIVEL, é como se eu que sou destro decidisse tentar desenhar as últimas páginas com a mão esquerda. Lógico que ia sair uma bosta.
Esse meu texto está bem a caráter dos meus primeiros por aqui, cheio de críticas, reclamações, mas eu só faço isso quando a obra é uma porcaria em um todo. O que salva eu digo “SALVA”, mas nessa…Tá tudo errado. Ele parece que terminou as pressas, coisa que não é surpresa já que a história toda foi hiper corrida e sem detalhes.
O objetivo do Batman Guide é trazer todas as histórias importantes sobre Batman, e a importância dessa foi mostrar o crossover mais conhecido do Batman e do Lobo, dar um parecer sobre o personagem Lobo, que já fez parte da Liga da Justiça, da qual o Batman faz parte. As histórias que trazemos são importantes para a cronologia, sim, mas não significa necessariamente que são boas. “Mortalmente Sério” foi um desses casos.

Enfim. Espero que o texto não tenha sido tão horrível pra vocês quanto foi pra mim.

Minissérie em dois volumes, reunidos em um único link!
Para download no 4shared, clique na capa. O link para download no MEGA está logo abaixo da capa!

CAPA

Download no MEGA

Anúncios

    • A Jéssica também vai responder essa. A resposta pura de sua pergunta é Santo dos Assassinos. Mas isso foi covardia com o Lobo. Na verdade, seria covardia com qualquer personagem.

      O Santo ganha, mas isso é como colocar o Espectro pra lutar com o Batman, ou o Hulk pra lutar com o Arqueiro Verde. É sujeira. São universos diferentes, contextos diferentes, e o Santo é um personagem avacalhado de tão overpower.

      Imagine se eu criar AGORA um personagem que na verdade seja o deus por trás de deus, o deus que criou deus e tenha poder sobre ele. Imagine agora eu dizer que algum capanga ramela do Charada que eu criei AGORA também foi o escolhido para receber seus poderes. ou seja, um capanga qualquer que eu criei a esmo passa a ser o mais poderoso do universo DC. Isso é sacanagem. O Espectro em si já é overpower pra caramba, pois ele simplesmente ganhou poderes de acabar com qualquer ser vivo como se fosse um deus.

      O santo foi um personagem criado no exagero e conveniência. Tudo bem, o Superman é um exagero de poder empurrando planetas, o Batman é um exagero de inteligencia e dinheiro, o Lobo é um exagero por ter sido proibido de morrer, mas eles ainda se matem na mesma linha de combate. Mas eu simplesmente fazer de TUDO pro personagem ser beneficiado é bundeiragem. É como eu chegar agora dizendo que o Espectro cansou de ser Espectro e passou os poderes pro Batman. Conveniente até os ossos, né.

      Personagens criados para serem overpower normalmente resultam em piada, vide Deadpool.

  1. Realmente a história é ruim mesmo. Vale a leitura só pra quem é viciado e quer ter lido tudo que puder do Morcego (ou do Lobo). Enfim, é aquela história que vc vai ler uma vez e não sentir a mínima vontade de ler novamente, e o texto deixa os motivos bem claros. Mesmo assim, vale a pena baixar pra conferir, até para poder criticar. Abraço.

  2. Pingback: Feliz 2014! | Batman Guide

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s