#85 – Renegados: O Abismo / Ruas de Gotham: Dinheiro do Silêncio (“Batman: Renascido” – 6ª Parte)

Reborn

Olá!
Desculpem pelo atraso no post, tive problemas com a minha conexão de internet 😦
Hoje teremos o penúltimo post da saga “Batman: Renascido”. Na verdade, trata-se de um post duplo: teremos o arco “Renegados: O Abismo” e o arco lançado na série mensal Ruas de Gotham intitulado “Hush Money”, que preferi traduzir para Dinheiro do Silêncio. Espero que vocês estejam gostando dessa saga e conto com a opinião de vocês no final do texto.

Renegados: O Abismo
(Outsiders: The Deep, roteiro de Peter Tomasi e arte de Lee Garbett, março a setembro de 2009)

OutsidersLINE

001Primeiro, é preciso explicar uma mudança de títulos na série mensal na qual esse arco foi publicado. Como expliquei nesse texto, os Renegados são um grupo de heróis da DC que não se ajustaram adequadamente a grupos sérios como a Liga da Justiça. Eles não precisam de aprovação pública para suas ações e tem um código de conduta próprio. Inicialmente, eles eram liderados por Batman, então a série mensal se chamava “Batman e os Renegados” (Batman and The Outsiders V2, 2007, 14 volumes). Porém, quando Batman some, como continuar sendo “Batman e os Renegados”? A partir do volume #15, a série mensal começa a se chamar apenas “Renegados” (Outsiders, V4). O arco “O abismo”  (The Deep) compreende do volume Renegados #15 até o volume #20.
Mais uma informação: essa é a formação dos Renegados da qual falaremos nesse texto.

Formacao

  • Geoforça (Brion Markov)
  • Raio Negro (Jefferson Pierce)
  • Halo (Gabrielle Doe)
  • Metamorfo (Rex Mason)
  • Katana (Tatsu Yamashiro)
  • Rastejante (Jack Ryder)
  • Coruja (Roy Raymond Jr.)

002Explicações feitas, começaremos a analisar o roteiro.
Alfred convocou os Renegados, agora sem rumo, para uma importante reunião. Nessa reunião, ele anuncia que Batman havia deixado uma missão para eles – uma missão que ultrapassa a ação local dos Renegados, para além de Gotham, visando salvar o mundo (sim, nessas palavras um tanto quanto ambiciosas).
A decisão de seguir nesse projeto está à cargo dos Renegados. E se decidirem, eles terão um novo chefe: o próprio Alfred Pennyworth. Essa mudança no RH dos Outsiders é comentada com ironia por Brion Markov, o Geoforça:

“De servidor de chá para salvador do mundo, isso é um grande voto de fé que você está nos pedindo, Alfred.”

003

Mas quem acompanha as histórias sabe que, a despeito da insistência de Alfred para que seus patrões mantenham uma certa regularidade alimentar, “servidor de chá” é a última coisa que ele é. O cara é assistente pessoal de Bruce Wayne, Dick Grayson e todos os membros da bat-família, cirurgião de guerra, serviu como Oficial de Inteligência no MI-6 (o serviço de inteligência britânico!) e por aí vai a lista.

004

Ok, qual a decisão que o Alfred está pedindo aos Renegados? Se eles quiserem continuar sendo Outsiders, eles precisarão levar a palavra no sentido mais literal. Renegar o contato com qualquer ser humano que não seja do grupo. Ficar sem falar com seus entes queridos por meses. Desligarem a sua vida. Como soldados indo para a Guerra. Ser a linha de frente contra uma parede de fogo. Um inimigo implacável. Os que não quiserem aceitar essa premissa inicial podem se retirar sem ônus de suas honras, afinal foram parceiros valorosos para o Morcego. Mas os que decidirem aceitar… Deverão ter consciência do que o que os aguarda será longo e amargo.
005Certo, isso não é nada que possamos estranhar vindo do BATMAN, o cara é o mestre dos pedidos impossíveis. Mas acho que ele se excedeu um pouco. A missão dos Renegados começa fora da Terra. Como diz o Geoforça: “Isso é ser tão Renegado quanto se pode ser!”
A razão desse afastamento é para dar perspectiva na resolução de um caso – um desabamento provocado provavelmente por algum deslocamento de placas tectônicas, com dezenas de mortos e apenas uma sobrevivente.

006Os Renegados foram deixados como uma espécie de “braço” de Batman; cada um deles representa uma habilidade do Morcego. Metamorfo faz para o Coruja, o novo membro, um resumo do que cada um dos integrantes dos Renegados representa da personalidade de Batman. Indispensável para quem quer saber mais sobre cada um dos membros. (Metamorfo se transformando em Batman e Robin é impagável).

  • Geoforça: a força de combate, o “poder de fogo” do grupo
  • Raio Negro: o “coração” do grupo, faz do mundo um lugar melhor através da eletricidade
  • Katana: bem-humorada, odeia desembainhar a espada quando não é necessário
  • Rastejante: o fator “medo” do grupo, causando terror no coração dos criminosos
  • Halo: a vibração positiva do grupo, o “Robin”, que existe para mantê-los acreditando
  • Metamorfo: o cinto de utilidades dos Renegados.

007Eles se dividem em uma missão: alguns ficam na nave que está sobre a Terra e outros vão para a Alemanha fazer verificações. Mas algo parece estranho. As características das camadas de terra não estão batendo com as características comuns após eventos de tremores sísmicos. Algo parece estar fora do lugar. Parece não ter sido apenas um abalo sísmico.
Enquanto isso, na Filadélfia, um homem idoso chamado Franklin está acertando detalhes de um serviço específico. Um serviço para forjar sua morte, para que ele seja liberado para alguma operação especial – uma dívida antiga. E assim estão sendo forjadas as mortes de pessoas idosas na Inglaterra, em Kyoto, no Cabo da Boa Esperança, no Golfo Pérsico, no Vaticano (!) e na China. Um projeto em que eles irão empenhar os últimos anos de sua vida, que já fora estendida além do comum, em prol de um projeto misterioso envolvendo grandes armaduras de um líder chamado Lixeiro. Uma pesquisa sobre imortalidade, cujo início da resposta se encontra nas profundezas da Terra e o fim da resposta se encontra espalhado na estratosfera.

A rivalidade interna entre os Renegados, explorada com grandeza desse arco, é deixada de lado quando Katana é sequestrada por uma das armaduras citadas lá em cima no texto. Essa armadura se recusa a contar mais sobre o abalo sísmico provocado por forças estranhas na Alemanha.
Os painéis das lutas são grandes e bonitos, mérito de Lee Garbet nos desenhos e Brian Reber na cor. Destaque para o melhor quadro de explosão que já vi (parece um detalhe idiota, mas em histórias de super-heróis o elemento visual em cenas de combate é importante). As cenas de combate são “palpáveis”, realistas.

Explosao

Vandal

Como se as coisas já não estivessem muito complicadas, eles obtém uma amostra de meteorito que deu origem a Vandal Savage. E quem é esse cara? Nós descobrimos sua origem nesse arco, mas já adianto: ele é sinistro. Anormalmente inteligente, anormalmente forte, imortal… E com uma tendência megalomaníaca voltada para ganhar poder e glória, de preferência da maneira mais cruel possível. Dá para imaginar uma aberração dessas atravessando os anos? (Na verdade, dá sim. Lembra um pouco Ra’s Al Ghul no arco “A Morte e as Donzelas”, em que a cada encarnação o cara era um pouco pior. Até nazista ele chegou a ser.)
E quem aparece na história também? O Exterminador, que em breve ganhará um post aqui no blog. E ele é contratado para alguém para matar (!) o Vandal Savage.

Um dos destaques desse arco, para mim, é ver Alfred Pennyworth em posição de liderança. Ele simplesmente está totalmente preparado para isso. Ele é um líder nato, um combatente de guerra, com uma inteligência superior e uma capacidade dedutiva e intelectual inquestionáveis. Não há e nunca houve ninguém mais adequado para acessorar Bruce Wayne como Alfred. E uma nota: são poucas as pessoas que tem culhões para dar um cruzado de esquerda na cara do Exterminador.

Alfred
Peter Tomasi fez jus aos poderes e características de cada um dos heróis. Destaque novamente para o artista e seus quadros de luta, grandes porém sem fazer o leitor se perder em meio a tantos elementos (não que isso seja ruim, mas combina melhor com histórias mais místicas e cheias de flashbacks como as da Batwoman).

Quadros
Os Renegados ainda precisam se encontrar melhor, aprimorar seus métodos, reafirmar suas premissas básicas. Eles ainda estão empacados no dilema crucial enfrentado por todos os heróis: em uma situação de fuga, cuidar dos inocentes ou perseguir os criminosos?
O fim do roteiro pode surpreender o leitor por ser mais “simples” do que se imagina, mas é interessante observar o caminho que eles caminharam para solucionar esse problema.
Alfred estava certo. Eles estavam enfrentando inimigos perigosos, que perpetuaram sua crueldade através dos tempos.
Essa é uma história também sobre a busca da imortalidade. Ainda que seja uma temática recorrente para nós, não deixa de ser interessante observá-la sob uma perspectiva de ficção científica. Mas para quem não gosta dessa temática, o arco também oferece um pouco de trama urbana, embates em terra firme, conflitos de relacionamento entre os membros do grupo.

Ruas de Gotham: Dinheiro do Silêncio
(Streets of Gotham: Hush Money, roteiro de Paul Dini e arte de Dustin Nguyen, março a novembro de 2009)

HushMoneyLINE

B002Esse arco coleta as quatro primeiríssimas edições da nova série mensal “Ruas de Gotham”, com desenhos do Dustin Nguyen (não é segredo para ninguém o quanto eu adoro o trabalho do cara). Nessas edições eles corrigiram um defeito apontado pelo Augusto nesse texto, acerca dos degradês das cores; as cores já não estão mais em blocos, mas elas vão fazendo um “fading” de um tom para o outro. Bem melhor assim. Não sei se estou sendo clara, mas a técnica que o Dustin usa para seus desenhos lembra bastante uma aquarela.

B003O arco já começa com uma discussão que tem permeado todas as edições de “Batman: Renascido”: a reação de Gordon diante de um novo Batman. Ainda que isso não tenha sido revelado a ele diretamente, ele percebeu. Mas ele não se importa com isso; a ele não interessa discutir sua identidade secreta, mas sim o que ele é enquanto BATMAN.
Arlequina também dá as caras nesse arco, e toma uma prensa do Batman dizendo que, a despeito dela ter sido liberta do Arkham, era melhor ela andar na linha se não quisesse voltar para lá.
Também aparece o Vagalume, um dos vilões do Arkham Origins. (Eu já mencionei que teremos um especial sobre os vilões do Arkham Origins? Sim, né?) O Vagalume, como vocês devem se lembrar desse post sobre o novo jogo do Morcegão,  é um piromaníaco que está batendo as asinhas por Gotham with a little help from his friend, o Máscara Negra. A intenção dele é fritar a cidade. Redenção pelo fogo. Fazer as pessoas entrarem em combustão espontânea, mais precisamente, através de um chip incendiário instalado secretamente em cada vítima. E como parar o cara? Ele não quer dinheiro. Não é isso que interessa a ele. Ele quer ver as coisas queimarem. Quer ser o sacerdote desse funeral de incineração de toda uma cidade. E resta a Batman e Robin impedir que isso aconteça.

BDustin

B005Nessa história finalmente descobrimos como e por que Thomas Elliot estava perambulando pela cidade como Bruce Wayne. Ele vinha sendo mantido refém desde os acontecimentos do arco Últimos Sacramentos, preso em uma cela de vidro blindado na mansão. Ele enganou Alfred ateando fogo a si mesmo e aproveitou para fugir. E como os rapazes da mansão estavam ocupados demais tentando impedir que Gotham virasse o vulcão Vesúvio, ele teve tempo de ir a público como Bruce Wayne, de modo que Dick, Damian e Alfred não poderiam desmenti-lo em frente às câmeras. E o que ele fez? Uma doação de um bilhão de dólares para ajudar a reconstruir Gotham dos eventos recentes e a investir em geração de emprego nas indústrias locais. É uma quantia grande, mas com certeza não vai fazer a conta bancária dos Morcegos entrar no cheque especial.

B006Então, o que está por trás desse ato estranho de Elliot? Será que o coração dele foi tocado pelo imenso amor que ele sente por Gotham? Será que ele se comovou assistindo Criança Esperança e quis entrar na dança também? Ou será que o cara quer receber a visita do Papai Noel esse ano? Você vai entender ao longo do arco. E também vai entender o que impediu Dick de deixar Damian quebrar as duas pernas e os dois braços de Silêncio (e acredite, Damian adoraria fazê-lo) e as condições impostas para deixá-lo circular por Gotham como Bruce Wayne. Apenas uma dica: ninguém banca o espertinho com a bat-família. Ninguém.

Já falei do Zsasz aqui nesse post, mas nessa história temos uma visão interessante: a maneira como ele enxerga as pessoas. Esse é um recurso que também foi utilizado em “Descanse em Paz”, mas com Coringa. Aqui, vemos o que Zsasz enxerga quando abre os olhos: morte. Destruição. Decapitações. Esfaqueamentos. Ele é uma das pessoas mais sanguinárias e vis que circulam por Gotham.
Um trecho engraçado dessa HQ é quando Dick cita para Damian um trecho do monólogo feito por Bruce quando ele ainda procurava uma personalidade para assustar os criminosos de Gotham: “Criminosos são supersticioso e covardes”. Sem saber que se tratava das palavras do próprio pai, Damian prontamente emenda: “Essa foi a coisa mais idiota que eu já ouvi.
Esse arco é curto, mas também bem interessante. O trabalho de Paul Dini no roteiro e do Nguyen na arte tem harmonia, é intenso sem perder o humor. A crítica ficou positivamente impressionada com esse primeiro arco de Ruas de Gotham. Eu acredito que vocês irão gostar bastante da história. Outra anotação: o título original dessa história, “Hush Money” é uma referência que se perde na tradução para o português. Em inglês, Hush Money é uma gíria para “suborno”, quando uma pessoa oferece uma certa quantia de dinheiro em troca de algo ilegal ou imoral. E também é uma referência para o nome do personagem Silêncio em inglês (Hush), ou seja, também pode ser entendido como “O dinheiro do Silêncio” (que na verdade não é dele, e sim de Bruce Wayne). Por isso eu preferi essa tradução.

OutsidersCAPA

Download no MEGA – Renegados: O Abismo

HushMoneyCAPA

Download no MEGA – Ruas de Gotham: Dinheiro do Silêncio

Anúncios

  1. Parabéns pelo post,voces realmente fazem um belo trabalho,com uma bela introdução e informações que geralmente passa despercebidos pelos leitores comum como eu…

    • Fernando,

      Nosso objetivo com resenhas tão detalhadas é ajudar o leitor a treinar os olhos para perceber essas nuances e referências; assim, num futuro próximo ele poderá, sozinho, fazer sua análise crítica de qualquer HQ que ele ler.
      Agradecemos pelo seu elogio e fica o convite para deixar os seus comentários sempre que você quiser! 😀

      Um beijo!

  2. Ótimo post, mesmo trazendo um panorama geral do que ocorreu no universo do morcego, não mata a vontade de ler (ou reler no meu caso). fiquei com dúvida com relação a duração do arco “O abismo”, no texto diz que compreende do volume Renegados #15 até o volume #15.

  3. Bem legal vcs colocarem as fotos e os nomes dos Renegados… Faz um tempo que não leio, pelo menos dá pra saber quem é quem.. Boa iniciativa.
    Agora uma pergunta… Esse Coruja é muito parecido com o do Watchmen. Tem alguma conexão??

    • Oi, @tpr13, tudo bem?

      Esse foi um detalhe que preferi não comentar no texto para não bagunçar a cabeça do leitor. Mas você tem razão, realmente esses personagens se parecem. Entretanto, eles não tem nenhuma conexão. O Coruja no Renegados serve ao propósito de ser um excelente detetive, mas não faz referência ao Nite Owl do Watchmen, que, aliás, se passa num universo paralelo. Mas não dá para negar que são parecidos.

      Obrigada pelo seu comentário!

  4. Pingback: Feliz 2014! | Batman Guide

  5. Pingback: #91 – Bruce Wayne: Estrada Para Casa | Batman Guide

  6. Pingback: #100 – Richard “Dick” Grayson | Batman Guide

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s