#97 – Mulher-Maravilha: Hiketeia


“Venho me oferecer
Em súplica,
A ti, minha ama.
Venho sem proteção.
Venho sem alternativas.
Sem honra, sem esperança.
Sem nada além de mim mesma
Para implorar tua proteção.”


Olá, queridos!
Que sumiço esse que eu dei, né? Mas tenho boas justificativas pra ele, então vou atualizar vocês sobre a minha vida nos últimos meses!
Me formei na faculdade. Agora sou oficialmente bacharel e licenciada em História pela Universidade de São Paulo, olha só! E agora sou oficialmente professora de ensino fundamental e médio na rede pública de São Paulo. Isso significa que agora tenho cerca de 300 pestinhas lindos para educar e ensinar História.
Então peço que me desculpem essa autoria relapsa e continuem a acompanhar o Batman Guide de onde paramos – e falta tão pouco para chegarmos ao reboot!

O post de hoje é sobre uma HQ muito famosa, que tem uma capa magnífica desenhada pelo igualmente magnífico Alex Ross. E é sobre ela que vamos falar hoje. Sejam bem-vindos a: “Mulher-Maravilha: Hiketeia” (Wonder Woman: The Hiketeia, roteiro de Greg Rucka e arte de J. G. Jones, 2002.) E no fim do post tem uma surpresa para vocês!

Line

Em primeiro lugar, muitos de vocês vão me perguntar: “Mas Mulher-Maravilha? Esse blog não é sobre Batman?”, e talvez até achem que essa ausência do blog comprometeu minhas faculdades mentais (que, veja lá, nunca foi das mais sensatas). Mas eu explico: a DC Comics tem aquilo que chamamos de “Trindade”, o carro-chefe das publicações que é formado pelo Superman, pelo Batman e pela Mulher-Maravilha. Teoricamente era para Superman ser o mais importante, mas nos últimos anos Batman vem sendo o personagem mais trabalhado – o que gera críticas por parte de alguns fãs de Batman acerca do exagero no Bat-mito e na superexposição do personagem de Batman. Tem até um meme sobre isso: “Justice League? More likely Batman and his bitches.

Trinity

Ok, voltando: esses três personagens, juntos, protagonizam alguns dos mais célebres arcos disponíveis na cronologia da DC Comics. A Mulher-Maravilha, que é a protagonista do post de hoje, sempre teve uma relação bastante única com Batman, de ódio e respeito mútuo. Você pode perceber isso pela capa – Mulher-Maravilha pisando no rosto de Batman.
Então, já que se trata de uma personagem tão importante, vamos começar falando sobre a sua história, a sua origem.

LineWonder

Em 1940, o o desenhista William Moulton – conhecido popularmente como Charles Moulton, estava disposto a criar uma nova personagem para as novas companhias que formariam a DC Comics. Recebeu de sua esposa a sugestão de criar uma super-heroína do sexo feminino. Essa nova personagem seria de um tipo diferente: ela não triunfaria pela força, mas pela compreensão e pelo poder.
O mais interessante de tudo é o seguinte: William Moulton Marston era um psicólogo que tinha um projeto com uma espécie de polígrafo – popularmente conhecido como “detector de mentiras” – que utilizava a pressão sanguínea para examinar os prisioneiros de guerra germânicos. Essa experiência com o polígrafo mostrou para Marston que as mulheres eram mais confiáveis e honestas que os homens e poderiam trabalhar com mais eficiência.
Nessa reportagem do NYSun, diz-se que Marston afirma sobre Mulher-Maravilha: “A Mulher-Maravilha é o símbolo do novo tipo de mulher que deveria dominar o mundo, em minha opinião.”
Inicialmente, a Mulher Maravilha era uma Amazona Campeã que ganhou o direito de remover o oficial americano Steve Trevor de volta ao mundos dos Homens (o avião dele se chocara contra sua Ilha paradisíaca), e de lutar contra o crime dos nazistas. Ela se disfarçava de secretária, e nesse período, ela integrou a Liga da Justiça Americana como a secretária do time.

Primeiro quadrinho
Diana digita na velocidade da luz!
Chefe: (Pensando) “Os dedos dessa garota se movem tão rápido que mal consigo vê-los! Mas dessa forma, ela vai acabar cometendo vários erros!”
(Em voz alta): “Vá devagar, eu não tolero erros de digitação!”

Segundo quadrinho
Chefe: Inacreditável! Eu jurava que você não anotou metade do que eu ditei, mas essa carta… Está perfeita!
Mulher-Maravilha: (Pensando) “Tenho que ser cuidadosa para não dar na cara… Eles não treinam as garotas aqui para ter memórias perfeitas como as nossas!”

Durante a Era de Prata, a origem de Mulher-Maravilha foi reformulada para um elemento mais mitológica: recebendo a benção da deidade Athena em seu território só de Amazonas, Themyscira. Ela estava destinada a ser bela como Afrodite, esperta como Athena, forte como Hércules e rápida como Hermes.

Nos fins de 1960, sob o trabalho do roteirista Mike Sekowsky, Mulher-Maravilha suspendeu seus poderes para entrar no mundo dos homens ao invés de acompanhar suas irmãs para outra dimensão. Ela adquiriu um mentor chinês chamado I Ching, que a ensinou artes marciais e técnicas com armas de fogo. Usando sua habilidade de lutar ao invés de seus poderes, as histórias dessa época nos mostram uma Diana entrando em vários tipos de aventura, em histórias que envolviam desde espionagem até mitologia.
Nos anos 70, a personagem retornou às suas origens como super-heroína na Liga da Justiça da América.
Mais uma mudança aconteceu na época de 1985, na Crise das Infinita Terras, em que George Pérez, Len Wein e Greg Potter remodelou Diana como emissária e embaixadora de Themyscira no Mundo dos Homens, com a missão de trazer a paz. Essa premissa deu origem às histórias modernas da Mulher-Maravilha, e foi um estrondoso sucesso comercial e de público.

Agora, passemos à “Hiketeia”.

LineHiketeia

001A HQ começa com uma súplica, o “Sagrado juramento de Hiketeia”. E começa com a princesa Diana lamentando a falta que sente de Themyscira, a ilha de amazonas da qual ela é originária. Ela também lamenta a presença de suas irmãs que a esperam, ainda que sua obrigação tenha sido cumprida, e ainda que não haja Hiketeia mais para prendê-la ali. Entretanto, o que é Hiketéia? Vamos descobrir ao longo da saga. Ela começa a nos contar algo que se relaciona a leis muito antigas, leis que formam a rede a que chamamos de civilização. E também nos fala de um antigo ritual grego chamado Hiketeia, em que se vincula um suplicante a seu mestre em uma relação de respeito mútuo e proteção.
005E é exatamente o que acontece em nossa história: nos dias atuais, Diana recebe uma jovem garota que se oferece como sua suplicante, aos moldes do antigo ritual. Mesmo incerta e insegura sobre como fazer, Diana aceita fazer de Danielle Wellys e sua suplicante e faz o ritual de Hiketeia, se comprometendo a guardar Danielle.

003

004Entretanto, a garota se envolve em conflitos que nem mesmo Mulher-Maravilha consegue protegê-la: ela está atrás de vingança por um crime cometido contra alguém que ela amava. E o modo como ela tem desenvolvido essa vingança está envolvendo as Fúrias da antiga Grécia e está colocando Diana em conflito direto com Batman – que é implacável e imperdoável quando se trata de caçar alguém que está cometendo crimes. E Diana, devido a Hiketeia, está comprometida a proteger Danielle com sua própria vida. Como esse conflito irá se resolver?
O trabalho de Rucka nessa HQ explora um lado pouco conhecido da Mulher-Maravilha – uma exploração real da personagem. O modo como explora os mitos gregos em relação a Diana é impressionante.
002A arte de JG Jones é detalhada com o objetivo de capturar os sentimentos e as sensações da Mulher-Maravilha, bem como as sensações da cidade e de objetos que fazem parte do cenário. E, o que considero o grande trunfo no que se refere à arte dessa HQ, Jone consegue inserir os super-heróis num meio urbano com total maestria, como se fossem elementos perfeitamente comuns do cotidiano.
Hiketeia é um épico sobre honra, obrigação, moral, e sobre como as circunstâncias podem alterar a realidade dos fatos. Pouco se explora sobre o Cavaleiro das Trevas. Mas esse não é o foco da história. Essa história é perfeita para dar ao leitor um panorama geral de quem é a princesa Diana de Themyscira, que possui uma personalidade forte e implacável, mas quando necessário é gentil, amorosa, leal. Uma super-heroína com um magnífico pano de fundo histórico e mitológico que merecia mais destaque nas histórias da DC Comics.

Espero que tenham gostado desse retorno do blog! E, abaixo do download, como eu prometi, há uma galeria de imagens e wallpapers da Mulher-Maravilha para fazer download! Até o próximo post!

Cover

Download no MEGA: #97 – Mulher-Maravilha: Hiketeia

Imagens

Anúncios

  1. Acabei de ler a HQ Jessica, mt, mt boa.
    Final simplesmente emocionante (segurei aq pra n sair suor lacrimal rs).

    Realmente vc tem toda razao, é como trazer as tragedias e mitologias gregas a nossa realidade. É quase um mito, e nao uma HQ. Oq dizer mais? Gosto do Batman apesar de sua implacabilidade, pelo “seu jeito” de tentar resolver os problemas. Notou a Hikiteia e… hehehe. Troll demais.

    Abraços e bom trabalho guria, sempre excelente!

  2. Finalmente o blog voltou a ativa, sempre é um prazer ler os textos daqui, a propósito, meus parabéns pela formatura(próximo ano eu inicio meu sonho de me formar em Direito =D ).
    Muito bem vinda essa review de Hiketeia(ver o Batman apanhando dela é sempre Impagável), pra mim, a melhor história da MM junto com o “Círculo”
    PS: Agora as matérias voltarão a ser semanais ou vai depender do tempo livre de seus “300 pestinhas” rsrs?

    • Oi Renki, tudo bem?
      Boa sorte com sua faculdade, querido, vai exigir muito de você mas com certeza compensará. rs
      Eu também sempre gostei de Hiketeia, mesmo antes de ler, essa capa da Mulher-Maravilha pisando no Batman é épica!
      Vou me esforçar ao máximo para que as matérias sejam semanais, ok?
      Beijos e obrigada pelo seu comentário!

  3. Bem vindo de volta vi seu email agora e fikei muito feliz com sua volta!!!
    otimo post super detalhado muito bom msm!! E PARABENS PELA SUA FORMAÇÃO!!!!
    300 PESTINHAS EM? ahahhaha boa sorte!!

  4. Pingback: #101 – Superman: Liga da Justiça Elite | Batman Guide

  5. Pingback: #103 – Flash: Renascido | Batman Guide

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s