#1 – Batman: Ano Um

Olá!

Começamos nossa viagem pelas histórias em quadrinhos do Batman com essa que pode ser considerada o início da interpretação sombria do personagem – e também uma das mais clássicas mini-séries do homem-morcego.

Lançada em 1989 no Brasil, conta com o roteiro de Frank Miller e arte de David Mazzucchelli.
De um lado está o então tenente James Gordon, um homem que vai ser pai em pouco tempo e que, ao se    mudar para Gotham, encontra a corrupção em todas as esferas de administração.
De outro lado está o magnata infeliz Bruce Wayne que ressurge de uma longa jornada de auto-conhecimento, mas que ainda está em busca da forma de superar isso, ou de ao menos fazer algo com sua dor. Suas visões distintas do que é Gotham conflitam-se, seus métodos não são iguais, suas trajetórias e interesses são diversos, mas essas histórias se equilibram por possuir o mesmo objetivo: combater o crime.
Bruce Wayne aparece como um homem taciturno, sombrio, com poucos mas impactantes diálogos, e seus pensamentos são o retrato de uma mente solitária e atormentada. Sua consciência o tortura por seu passado trágico e, embora saiba que não vá conseguir se redimir, Wayne sabe que precisa agir de alguma forma.
De pano de fundo, conta-se a história da primeira Mulher-Gato e uma rápida passagem pelo personagem de Harvey Dent, que futuramente  assume o papel do vilão Duas-Caras.
Além do estilo marcante, a narrativa foi muito bem orientada por Frank Miller, mantendo uma ótima dinâmica e produzindo ótimas cenas em preto-e-branco ou sem cenários, como a cena em que o bandido foge enquanto Bruce está ajoelhado entre seus pais morto.

Agora vamos para a melhor parte?

Continuar lendo

Anúncios