#26 – Batman/Espantalho: Ano Um

“… E assim, professor, é como se treina um bando de corvos selvagens…e como se corrompe uma mente jovem e maleável. […] Foi o momento que aprendi – da minha própria bisavó – as duas forças mais poderosas na Terra… MEDO E CONTROLE! E que QUALQUER UM poderia usá-las.”

Olá!

Continuando com a postagem sobre os vilões do Homem-Morcego, hoje falaremos da complexa vida do doutor Jonathan Crane, um psicólogo de Gotham. Mas não um simples e pacato doutor. Ele é um médico alucinado e instável, é o homem por trás de um monstro que manipula drogas e táticas psicológicas para causar alucinações e medo aos seus inimigos.

A HQ de hoje é “Batman/Espantalho: Ano Um” (Year One: Batman/Scarecrow, roteiro de Bruce Jones e arte de Sean Murphy, julho/agosto de 2005)!

 Nessa HQ, conheceremos a história de um menino magrelo que mora no campo com sua avó, uma extremista religiosa. Abandonado pelos pais, o pequeno Crane é torturado por sua avó que o deixa para ser bicado por centenas de corvos treinados por ela para machucar.
Ele sofre bullying dos outros meninos por sua altura e por seus gostos.  Quando cresce, é demitido da escola em que ensina por sua fixação nos métodos de ensino que envolviam medo. Então, com o conhecimento que adquiriu sobre manipulação química e sobre psicologia, Jonathan Crane faz uma regressão até o nascimento para se vingar daqueles que o maltrataram.

Agora o Espantalho está espalhando o caos e o terror por Gotham, e é tarefa da Dupla Dinâmica parar esse lunático. (Note que aqui ainda temos a atuação de Dick Grayson como Robin). A tática usada por Espantalho é um “gás do medo”, capaz de causar alucinações nas pessoas fazendo-as enxergar aquilo que mais as assusta ou machuca. Quando captura seu pai, por exemplo, e o faz reviver o medo de insetos – fazendo com que ele enxergue o ataque lento de milhares de baratas subindo pelo seu corpo (eca!).  Sua própria máscara não é assustadora à primeira vista, mas quando combinada com a toxina gasosa que desenvolveu, transforma-se num horrível e assustador rosto disforme.

Contudo, ele é um vilão difícil de capturar, porque tudo que deixa nos cenários de seu s crimes é um punhado de palha. Além disso, quais seriam exatamente as vítimas dele? Matar por prazer, por dinheiro, ou matar por vingança? E “vingança” não é exatamente o que move Bruce Wayne para se tornar Batman?

Quais são, então, as diferenças entre Espantalho e Batman, se ambos se escondem através de máscaras para assustar? Com essas semelhanças, conseguirá Batman fazer Espantalho parar de espalhar o medo por Gotham City?

Descubra lendo essa fantástica HQ em duas edições!

A arte de Sean Murphy contribui para o clima tenebroso da obra, alterando os formatos quando a toxina de Espantalho está no ar. O roteiro de Jones não poupa reviravoltas e momentos intensos.

Boa leitura!

Continuar lendo

Anúncios