ESPECIAL: Dia dos Namorados #2 – Bárbara Gordon e Dick Grayson

Oi!
O amor está no ar aqui no Batman Guide Hoje é Dia dos Namorados no Brasil, e para comemorar essa data tão bonita o post de hoje vai ser sobre um dos casais mais lindos – e complicados – do universo Batman.
Clique aqui para ver o Especial de Dia dos Namorados #1 – Bruce Wayne e Selina Kyle, publicado em 14/02.

Ela é Bárbara “Babs” Gordon, filha do Comissário Jim Gordon. Foi a primeira Batgirl. Bibliotecária de dia, combatia o crime à noite usando suas habilidades de luta – até que um encontro com o psicótico Coringa a deixa paraplégica e presa para sempre em uma cadeira de rodas. Mas isso não foi empecilho para sua vontade de lutar contra os criminosos. Tornou-se Oráculo, uma super-hacker com memória eidética à serviço de Batman, monitorando pontos estratégicos da cidade, tendo acesso a bases de informações sigilosas e gerenciando equipamentos ultratecnológicos.
Ele é Richard “Dick” Grayson. Quando pequeno, era um acrobata de circo na equipe “Os Grayson Voadores”, vê seu destino sendo mudado de forma definitiva quando um acidente encomendado mata sua mãe e seu pai. É acolhido por Batman, adotado como seu filho e treinado para se tornar o primeiro Robin. Entretanto, decide começar a atuar sozinho e vai para a cidade de Blüdhaven, onde é um policial de dia e Asa Noturna à noite. Sua contribuição para Batman é notável em diversas HQs, e os dois apresentam uma sincronia admirável (Em breve, haverá um texto do Augusto com a trajetória completa de Dick Grayson, com mais detalhes sobre sua atuação).

Eu trouxe duas HQs para o Especial de hoje.
A primeira foi publicada em “Birds of Prey #8”, e a participação do Asa Noturna mudou o título para “Nightwing Ignites Birds of Prey” (algo como “Asa Noturna incendeia as Aves de Rapina”). A história se chama “Asas da Liberdade”. Ela conta uma história bonita e sensível sobre rompimento de barreiras, sobre orgulho e um amor difícil de se concretizar.
A segunda foi publicada em “Nightwing Annual #2” e traz uma linda mensagem na capa: “Até que a Morte nos Separe”. A história se chama “Jornada de Herói”.
Espero que vocês gostem! 

LineDef

A história dos dois é muito, muito complicada.
Divulgação 4Eles são duas pessoas realmente habilidosas. Dick foi o Robin mais talentoso. Independente demais para estar sob comando de Batman, se separa e segue como Asa Noturna, que leva a justiça para Bludhaven sob dois viés: como policial e como um justiceiro à noite.Bárbara foi brilhante como Batgirl e é indispensável como Oráculo – basta lembrar das dificuldades que Batman enfrenta toda vez que perde o contato com ela. Ela é corajosa e destemida, e sua deficiência motora não foi motivo para que desistisse ou para que se tornasse menos eficiente. Como ela diz numa ilustração de Adam Hughes: “Não deixe a cadeira de rodas te enganar… Eu ainda posso chutar o seu rabo.

Oracle

Ela não tem medo. Enquanto figuras individuais, eles são poderosíssimos. Como dupla, então, são praticamente invencíveis.
BabsQuando eles eram jovens – ela era Batgirl, ele era Robin – eles eram um time perfeito. Quando Batman saia da cidade e deixava Gotham a cargo deles, eles se saiam excepcionalmente bem. Gotham era o parque de diversões deles, um lugar para desbravar e combater o crime nos seus pequenos nichos e becos. Juntos, conheciam a cidade e conheciam a si mesmos. Era uma relação de companheirismo desde o início. E não se tratava de uma parceria limitada somente às suas identidades como super heróis: Bárbara Gordon e Richard Grayson eram também geniais juntos. Essa relação foi se desenvolvendo de maneira tão intensa ao longo dos alunos que inevitavelmente evoluiu para um romance.
Depois de amadurecerem e adotarem seus novos mantos, eles se complementam: ele é frenético, enérgico, às vezes pensa com os punhos, um fluxo constante de emoções à flor da pele.

Divulgação 4 (2)

Ela é a calma que ele precisa para se estabilizar, o pensamento racional que muitas vezes falta a ele. Ele a deixa nervosa, irritada, encantada, excitada – um mar de emoções em uma vida baseada totalmente no elemento racional. Ele a faz sentir viva. Quando não há ninguém com quem podem contar… Eles tem um ao outro. Para sempre. Mais do que apaixonados, eles são acima de tudo amigos. Tem uma conexão que não pode ser explicada. Eles podem dizer o que querem um ao outro. Estão juntos em todas as situações. Bárbara conhece Dick com a palma da sua mão, e vice-versa.
Eles juntos são indestrutíveis. A relação deles seria quase perfeita. Quase.
Divulgação 5Babs reluta em namorar com Dick porque não se considera boa o suficiente para ele: ela o considera um homem incrível, o mais carinhoso e doce homem que existe – portanto, merece a melhor mulher possível, não alguém que está presa numa cadeira de rodas. Esse mar de inseguranças se mistura ao fato de que seu orgulho não a deixaria que ele se tornasse uma espécie de babá para ela. Ela reluta demais em deixar transparecer qualquer sinal de fraqueza. Há algo dentro de seu coração que se fechou quando o acidente aconteceu. Ela sentiu sua feminilidade e sensualidade diminuírem consideravelmente ao se prender a uma cadeira de rodas. Mas o que ela não entende é que Dick nunca a viu como uma garota frágil devido ao seu acidente. Pelo contrário. Para ele, ela ainda é a mesma Bárbara, forte e admirável, aquela ruiva que saltava os prédios sem medo, com uma inteligência anormal, e uma coragem que a transforma em alguém com o dobro do seu tamanho.
A relação deles passou por vários baques (como você lerá na HQ “Jornada de Herói”). Dick também se opõe ao fato de que Bárbara cuide demais dele – é independente demais para isso. Ele se cobra demais, é perfeccionista, não admite ter algum ponto fraco.

LineDef02

Feita essa introdução, vamos às HQs agora!

Continuar lendo