#7 – Batman: Hera Venenosa

Olá!
Hoje o post será sobre uma linda vilã, muito misteriosa, e que me chama a atenção desde que comecei a ler Batman. Acredito que sua combinação de poderes seja algo muito incomum no universo dos quadrinhos, em que por vezes predominam clichês high-tech: a exploração da natureza e sua manipulação para a maldade. Essa é a especialidade de Hera Venenosa, que leremos no quadrinho de hoje.
Batman – Hera Venenosa (Batman: Poison Ivy, roteiro de John F. Moore, desenhos de Brian Apthorp e arte-final de Stan Woch, 1997, lançada no Brasil em 2003).

A vilã Hera Venenosa é o alter-ego de Pamela Isley, uma brilhante porém pacata estudante de botânica. A forma como se torna essa vilã manipuladora e explosiva são múltiplas; algumas HQs dizem que, após cometer um roubo, é envenenada por seu cúmplice Jason Woodrue; a HQ de hoje conta que foi forçada a participar de um experimento que deu muito errado. Mas o fato é que, ao invés de morrer, ela desenvolve imunidade a todos os tipos de venenos. E não só isso: ela é capaz de manipular a vida das plantas, expelir toxinar mortais e exalar feromônios hipnotizantes.

Quando a força física não é suficiente, ela possui a capacidade e do talento natural da sedução para enfraquecer seus adversários e, por fim, dar-lhes o seu beijo mortal. Ela possui muita raiva dos seres-humanos que maltratam a natureza. Ela deseja matar todos e tornar o mundo um lugar melhor para as plantas.
Depois do desenvolvimento de suas habilidades, começa a praticar alguns crimes comuns, como assaltos a bancos e museus, mas logo evolui para a utilização de plantas como armas mortais e monstros. É uma mulher muito desequilibrada, que vai ficando fria e cada vez mais perigosa, mais selvagem, um monstro escondido sob um corpo lindo, enfeitado de flores e folhas.

Nessa HQ, sua história é explicada a partir do momento em que sua isolação numa ilha deserta é interrompida por traficantes internacionais que procuravam um lugar deserto para testar armas. Com seu santuário corrompido, ela busca vingança (como eu disse anteriormente, ela não perdoa qualquer pessoa que faça mal às plantas). Em busca da vingança contra quem ordenara aquilo, acaba parando em Gotham City. E lá encontra Batman.
Hera Venenosa sente repulsa por Batman porque ele protege a humanidade, mas não deixa de sentir uma forte atração por ele, talvez até amor. Mas nesse caso, o amor da Hera Venenosa não é exatamente uma dádiva…

Hora de ler!

Continuar lendo

Anúncios